Vida Saudável – Cuidando do coração na terceira idade

Segundo o Ministério da Saúde, doenças do aparelho circulatório foi a principal cana usa de internação de idosos na rede pública e hospitais conveniados ao SUS, em 2018. De acordo com a pesquisa, 77% dos brasileiros, o maior temor sobre a velhice são os problemas de saúde.

À medida que envelhecemos, não é só a pele que fica enrugada, os cabelos que ficam mais brancos. Internamente, alguns órgãos também mudam com o tempo. É o caso do coração. Sim, o coração do idoso bate diferente.

Visando oferecer maior qualidade de vida às pessoas que já passaram dos 60 anos, especialistas orientam a prática de exercícios físicos.

Assim como buscamos o exercício para ficar em forma, deveríamos pensar em como a atividade física ajuda a deixar o coração firme e forte. Malhando, caminhando, pedalando ou dançando, o importante é se mexer.

Na hora de escolher a atividade física, o idoso deve se preocupar primeiro em passar por um médico. “ É importante procurar um cardiologista para fazer uma avaliação clínica e uns exames.

Se estiver tudo bem, a pessoa é liberada para fazer uma atividade, que pode ser caminhada, natação, andar de bicicleta, fazer academia… O ideal é fazer pelo menos 30 minutos de atividade diariamente. Qualquer atividade. Os benefícios são de curto e de longo prazo”, orienta o educador físico, Geraldo Lima.

Deixe um comentário

quinze − onze =

× WhatsApp