Hábitos saudáveis tornam idosos mais felizes.

 

O Ministério da Saúde, destaca que investir em hábitos saudáveis na juventude garante uma saúde mais equilibrada na velhice.

As mulheres vivem mais do que os homens, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por viverem cerca de oito anos a mais, elas também podem sofrer com doenças e agravos relacionados ao processo do envelhecimento.

O “segredo” é levar uma vida ativa, com hábitos saudáveis , como boa alimentação e rica em cálcio, além de atividade física, que ajuda na prevenção de doenças como a osteoporose (diminuição da massa óssea).

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), de 13% a 18% das mulheres e de 3% a 6% dos homens com mais de 50 anos têm osteoporose em todo o mundo. No Brasil, o Ministério da Saúde aposta em ações de prevenção à doença desde a infância para a garantia de uma “poupança óssea”.

A OMS destaca ainda que é preciso estimular uma dieta mais saudável – rica em verduras, legumes e frutas, além de aumentar o consumo de leite e derivados, alimentos com alto índice de cálcio e diminuir o consumo de refrigerantes. Outras fontes de cálcio são os vegetais de cor verde escuro, peixes, castanhas e nozes.

Segundo o Ministério da Saúde, a exposição ao sol, de 15 a 20 minutos até 10h e depois das 16h também é um hábito importante para a prevenção da osteoporose, pois o sol é responsável pela formação da vitamina D no organismo, o que contribui para a fixação do cálcio.

Deixe um comentário

dez + dezessete =

× WhatsApp